Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-cisternas

7/06/2013

Agroecologia e acesso a mercados são tema de rota de aprendizagem no Nordeste brasileiro

publicado por

Por Ascom Semear

images-003

Entre os dias 8 e 15 de junho, representantes de diversas organizações, entre grupos produtivos, instituições públicas, não governamentais, de pesquisa e extensão, estarão reunidos na segunda Rota Estratégica de Aprendizagem do Programa Semear – Gestão do Conhecimento em Zonas Semiáridas do Nordeste brasileiro, implementado pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura – IICA e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola – FIDA, com apoio da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – AECID.

Com o tema Promoção da Agroecologia e Construção Social dos Mercados, a referida Rota Estratégica conta com a assistência técnica-metodológica da Corporacão Regional Procasur e com o apoio do Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais – SASOP, do Instituto de Permacultura da Bahia – IPB e da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá – Coopercuc. O objetivo é discutir e aprofundar a compreensão da agroecologia, como campo de prática e de conhecimento pautado nos saberes populares, e do processo de construção social de mercados, contemplando as formas de produção familiar agrícola e extrativista, visando contribuir para o desenvolvimento rural sustentável no Semiárido brasileiro.

“Trata-se de um rico momento de intercâmbio e de aprendizagem, a partir das experiências e dos atores visitados, das práticas e dos saberes das diversas organizações participantes”, comenta Léa Vaz Cardoso, coordenadora do Programa Semear, enfatizando o papel deste no fortalecimento e na disseminação de  iniciativas voltadas o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida no Semiárido nordestino. O itinerário de aprendizagem incluirá boas práticas desenvolvidas por associações, cooperativas, agricultoras e agricultores familiares nos territórios do Sertão do São Francisco e Bacia do Jacuípe, no Estado da Bahia, contribuindo para a ampliação e a troca de conhecimentos técnicos e metodológicos entre as organizações presentes.

Ao longo de oito dias, os participantes visitarão experiências nas áreas de produção agropecuária sustentável, armazenamento de água, acesso a mercados, discutindo também o protagonismo de mulheres em processos sócio-produtivos. A programação da Rota Estratégica inclui ainda a construção de Planos Conjuntos de Inovação em Gestão do Conhecimento, a serem elaborados pelas organizações participantes e que poderão contar com o apoio do Programa Semear.

 

Mais sobre o Programa Semear

O Programa Semear – Gestão do Conhecimento em Zonas Semiáridas do Nordeste Brasileiro tem como objetivo promover o fortalecimento e a disseminação de conhecimentos, experiências, inovações e boas práticas que contribuam para o desenvolvimento e a melhoria de qualidade de vida da população rural. Dentre as atividades desenvolvidas no âmbito do Semear, estão a sistematização de conhecimentos e boas práticas e a construção de banco de saberes e atores do Semiárido, que tenham desenvolvido tecnologias e práticas inovadoras, além da promoção de seminários e oficinas temáticas, visitas de intercâmbio, estágios individuais de aprendizagem e feiras de saberes.

Dentre as estratégias de produção e compartilhamento de conhecimentos adotadas no âmbito do Semear, estão as Rotas de Aprendizagem, cuja metodologia foi desenvolvida pela organização chilena Procasur, com apoio do FIDA, e consiste em viagens planejadas com objetivos formativos, a partir da valorização dos saberes locais. As atividades incluem a sistematização prévia das experiências a serem visitadas e um estudo temático especializado, registrando lições aprendidas e conhecimentos gerados na práxis dos diferentes atores envolvidos.