Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-cisternas

18/09/2012

Agroecologia é tema de oficina online na Rede Mobilizadores Coep

publicado por

Por Sílvia Sousa
Assessoria de Comunicação – Coep Nacional
“Agroecologia: os desafios para sua implementação” é o tema da oficina online que a Rede Mobilizadores Coep promove de 24 a 28 de setembro. O facilitador será o técnico agrícola do Pro-Rural Pernambuco, Joseilton Evangelista. Nesta edição, o objetivo é dar um enfoque mais prático ao tema, mostrando o que é preciso para fazer a transição da agricultura tradicional para a agricultura agroecológica, abordando seus princípios e práticas e os desafios para sua implementação e fortalecimento no país.

Em um país que ostenta o título de maior consumidor de agrotóxicos do mundo, a expansão do mercado de orgânicos demonstra, segundo especialistas, o aumento da consciência do consumidor, que está mais exigente com o que coloca no prato. A produção agroecológica é livre de agrotóxicos e prima pelo uso racional dos recursos naturais, preservando a água e o solo, proporcionando segurança alimentar aos consumidores e fortalecendo a agricultura familiar, maior produtora de orgânicos e produtos agroecológicos do país.

No Brasil, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, mais de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros vêm da agricultura familiar que utiliza apenas cerca de 20% das terras agricultáveis do país. Para Joseilton, os números mostram que a agricultura familiar é extremamente eficiente. Mas, alerta que é necessário difundir as práticas agroecológicas e divulgar para a sociedade seus benefícios não só para as comunidades envolvidas, como também para o meio ambiente e os consumidores. Para ele, o grande desafio da produção agroecológica é conseguir produzir em larga escala.

“A produção agroecológica valoriza a diversidade e a biodiversidade. Ela se apresenta sob a ótica da segurança alimentar, respeita os recursos naturais e a preservação do meio ambiente, valoriza o saber local, utiliza o mínimo possível de recursos externos, preserva os recursos hídricos e a fertilidade do solo, emprega mão-de-obra no campo e faz os agricultores envolvidos se sentirem orgulhosos de seu trabalho. Além disso, possui um processo de produção diversificado e atua na busca do desenvolvimento sustentável”, avalia Joseilton.

Como participar – Para participar da oficina, é preciso estar cadastrado no site da Rede Mobilizadores. O processo é simples, gratuito e rápido. Basta acessar www.mobilizadores.org.br e clicar em “Inscreva-se”.

As inscrições podem ser feitas de 18 a 24 de setembro. Serão disponibilizadas 350 vagas, e todos os que participarem do minifórum da oficina, receberão certificado emitido pela Rede Mobilizadores.

Esta oficina está sendo realizada com apoio da Eletronuclear, Fundação Banco do Brasil e Furnas.

Mais informações pelo telefone (21) 2528-3352, ou no site da Rede Mobilizadores www.mobilizadores.org.br