Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-frutas

26/11/2011

“Após termos começado a plantar sem veneno a gente não quer mais saber de agrotóxico”

publicado por

Horta sem agrotóxicos

É com postura agroecológica que o Grupo de Mulheres da comunidade Parede do Entremontes localizada no município de Parnamirim (PE), cultiva frutas, legumes e hortaliças em pouco mais de meia tarefa de terra. Iniciado com oito mulheres em 2007, o Grupo conta hoje, com quatro que fazem o manejo da propriedade para consumo e venda.

“Eu comecei porque eu comprava um mói de coentro por um real. Achei vergonhoso a gente ter terra, água e como produzir e não fazer. Hoje a gente trabalha e não precisa mais comprar fora. Após termos começado a plantar sem veneno a gente não quer mais saber de agrotóxico”, conta Dona Ivonete. Incentivado pela a assessoria do Caatinga em parceria com o Projeto Dom Helder Câmara, a produção da horta é exemplo de um trabalho coletivo com respeito ao meio ambiente.

Cenoura, beterraba, alface, coentro e frutíferas como goiaba e manga são alguns dos alimentos produzidos na pequena propriedade, onde as mulheres já chegaram a colher 50 sacos de milho. “Na minha mesa graças a Deus nuca mais faltou uma alimentação saudável. Pego os alimentos na horta levo pra casa faço uma salada e quando não tem uma mistura a gente tem a verdura, ai já é um alimento bom pra mesa”, relata Irenice que junto com as outras mulheres maneja a horta.

Além da alimentação familiar, o que excede da produção é comercializado na própria comunidade. Com a venda porta a porta, o grupo consegue lucrar até 40 reais por semana, apenas com a comercialização do coentro. No final do ano passado, o Grupo plantou as primeiras mudas de árvores frutíferas que já estão produzindo. A meta agora é aumentar o espaço do pomar e plantar outras mudas.