Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-cabras

26/03/2012

Consórcio do Lopes cria comissão para cobrar ações do Governo Municipal

publicado por

O encaminhamento foi feito durante audiência pública realizada pelo Grupo atitude Cidadã na zona rural de Ouricuri

 

O Coordenador do Caatinga, Márcio Moura, fala sobre as cisternas de placas

Instalação de poços, limpeza de açudes e barreiros, construção de cisternas de placas. Essas foram as principais demandas apontadas por agricultoras e agricultores das dezessete comunidades que compõem o Consórcio de Associações do Lopes, na manhã do último dia 23, na comunidade da Abobreira, zona rural de Ouricuri.

As reivindicações saíram durante audiência pública realizada com a presença de representantes da Prefeitura Municipal de Ouricuri, Igreja Católica e de instituições da sociedade civil organizada como Caatinga, MPA, STR-O, Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, MST e Sindicatos dos/as Agentes Comunitários de Saúde.

Após os trabalhos em grupo, onde as comunidades listaram as necessidades mais urgentes, a prefeitura pôde falar sobre as ações que estão sendo realizadas para sanar a situação. Na ocasião, o Caatinga representado pelo Coordenador de Desenvolvimento Regional e Políticas Públicas, Márcio Moura, explicou como funcionam os Programas de Implantação de Cisternas da ASA e explicou as diferenças entre as cisternas de placas e as cisternas de PVC.

Márcio Moura ressaltou ainda, a importância de levar eventos como esse para dentro das comunidades. “Resolvemos ouvir a problemática dessa comunidade sobre as questões da água de beber e produzir, que impactam diretamente na alimentação das famílias e dos animais, na estocagem e na comercialização, ou seja, a pouca estruturação dos sistemas reflete na baixa capacidade de captação das águas da chuva, e deixam as famílias em situação crítica”, destaca.

Durante a audiência, o Coordenador Estadual do MPA, Claudeilton Luis, trouxe o panorama das grandes obras hídricas que estão sendo construídas na região: a Transposição e o Canal do Sertão. Ao final do evento, foi encaminhado que a comissão formada por três membros do Consórcio se reunirá no próximo dia primeiro de abril para fazer o levantamento do número de famílias que necessitam de tecnologias hídricas.