Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-cabras

23/11/2011

Festa das Sementes e Feira da Agricultura familiar mostram a riqueza da cultura agrícola no Araripe

publicado por

“Da terra é que se retira pra vida o suficiente”. No aboio, na poesia e nos depoimentos os agricultores e agricultoras que participaram da II Festa das Sementes do Sertão e da I Feira da Agricultura Familiar, que aconteceram nestes dias 20 e 21 no Salão Paroquial da Igreja São Sebastião em Ouricuri-PE, reforçaram a importância de cuidar da terra e das sementes para fortalecimento da produção da agricultura familiar agroecológica, bem como da Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional de suas famílias.

Organizado pelas ONG´s Caatinga, Chapada, Projeto Dom Helder Câmara (PDHC) e Federação dos/as Trabalhadores/as de Pernambuco (FETAPE), com o apoio de diversas instituições da sociedade civil organizada e órgãos governamentais, o evento integrou centenas de pessoas, entre agricultores/as, estudantes e sociedade em geral. No primeiro dia, além das discussões, os presentes participaram assistiram ao documentário O veneno está na mesa que faz parte da Campanha permanente contra os agrotóxicos e pela vida.

Além das famílias agricultoras, participaram do evento membros da sociedade civil organizada e autoridades políticas, a exemplo, do Diretor do Projeto Dom Helder Câmara, Expedito Rufino, a Deputada Estadual, Isabel Cristina e o Secretario Executivo da Agricultura Familiar, Aldo dos Santos. Em sua fala, o Secretário reforçou o compromisso do governo do estado em apoiar os pequenos agricultores e fez um apelo para que as pessoas façam o controle social das políticas voltadas à agricultura familiar e se integrem aos espaços de políticas públicas como Conselhos e Fóruns.

No espaço, os presentes puderam ver de perto, através de amostras expostas em cartazes, a diversidade de sementes e culturas que fazem parte do cotidiano das famílias agricultoras da região. Deste modo, além de conhecer puderam trocar experiências, sementes e partilhar seus saberes na plenária, no carrossel de experiências e na própria feira. Vindos de todos os municípios que compõem o Território Sertão do Araripe, agricultores e agricultoras expuseram e comercializaram produtos in natura como frutas, hortaliças e mel, alimentos beneficiados como doces, geléias e licores, e também o artesanato.

 

Elka Macedo
23/10/2011