Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-cabras

7/01/2013

Fórum de Mulheres realiza vigília pela não violência contra a mulher

publicado por

Movimento foi idealizado após morte de empresária de Ouricuri

 

É no cotidiano de seus lares que milhares de brasileiras são brutalmente violentadas. Embora, no Brasil já tenham leis punitivas para o ato, a violência contra a mulher ainda é marcante no nosso país, prova disso é a sua posição no contexto dos 84 países do mundo com dados homogêneos da Organização Mundial de Saúde (OMS), compreendidos entre 2006 e 2010, no qual estamos em sétimo lugar com uma taxa de 4,4 homicídios em 100 mil mulheres.

Neste sentido, na última semana o debate foi reaceso com a morte da ouricuriense Yana Luiza Moura, de 30 anos, assassinada pelo marido, o capitão da Polícia Militar, Dário Ângelo Lucas da Silva na madrugada do dia 02 de janeiro. Com isso, o Fórum de Mulheres do Araripe se mobiliza para realizar nesta terça-feira, 08, uma vigília pela não violência contra a mulher.

O ato iniciará após a missa de sétimo dia de Yana, que acontece às 19h na Igreja Matriz de São Sebastião, no município de Ouricuri –PE. Para chamar a atenção para o problema da violência contra a mulher, centenas de pessoas vão vestir preto e percorrer as principais ruas da cidade com faixas e gritos de protesto. Com o propósito de o movimento ser mais incisivo, serão fixadas cruzes com fotos de mulheres que morreram vítimas da violência doméstica.

 

Caso Yana

Com dois tiros de pistola a ouricuriense Yana Luiza Moura Andrade Coelho, 30 anos, foi assassinada na madrugada do último dia 02, pelo marido o capitão da Polícia Militar, Dário Ângelo Lucas da Silva na casa da sogra, que fica no bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife. O crime foi motivado por ciúmes. A jovem empresária apresentava ainda, marcas de violência no corpo.

O capitão da Polícia Militar Dário Ângelo, 39 anos, que confessou ter assassinado a esposa está detido no Centro de Reeducação da Polícia Militar (Creed), em Paratibe, Paulista.