Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

Juventude, Arte e Cultura II

Jovens em Ação no Projeto

9/11/2012

Jovens do Sertão do Pajeú são finalistas do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade: “Temos mil razões para viver”

publicado por

Por Nicléia Nogueira

Jovens dos municípios de Santa Cruz da Baixa Verde, Triunfo e Flores/PE, participarão da seleção da terceira edição do Prêmio Odair Firmino, que este ano teve como tema Juventude, Desenvolvimento e Solidariedade: semeando direitos, colhendo vidas. Dos 97 inscritos, ficamos entre os finalistas e o resultado final e a premiação será hoje, 09 de novembro em Brasília.

A experiência apresentada tinha como tema: “Jovens Multiplicadores da Agroecologia”, o qual mostra que o trabalho de todos é fortalecer a juventude rural local através de ações de formação e desenvolvimento agroecológico para contribuir com o seu protagonismo e permanência no campo.

O trabalho com a comissão territorial de jovens multiplicadores iniciou com o apoio do Centro de Desenvolvimento Agroecológico Sabiá e o Caatinga, ONGs que por sua vez tem potencializado o trabalho com a juventude rural no sentido de incentivar a permanência dos jovens no campo, através da execução de projetos específicos para a juventude como: Saberes da Agricultura Familiar, Juventude Arte e Cultura II, Protagonismo Juvenil Construindo Sustentabilidade no Campo e outros.

Este trabalho desenvolvido com a juventude vinha sendo desenvolvido em comunidades isoladas, porém todos realizavam ações comuns, diante disso formou-se uma Comissão Territorial de Jovens Multiplicadores da Agroecologia, para ampliar a troca de experiência entre os grupos. Cada grupo desenvolve suas atividades na sua base, garantido a participação qualificada nos momentos de discussão a nível territorial.

Atualmente fazem parte desta comissão as seguintes comunidades: Santana dos Guerras, Sítio Velho (Santa Cruz da Baixa Verde), Alagoinha, Oiticica e Carnaubinha (Triunfo) e Sítio Cipó (Flores), que totaliza 21 jovens que são representações dos grupos de jovens, o tempo de vivência destes grupos varia: uns existem há mais de cinco anos e outros são recentes.

Os grupos trabalham com várias atividades, entre elas: implantação de viveiros de mudas, ações de recuperação e preservação dos recursos naturais, planejamento de propriedades, implantação de sistemas agroflorestais e de diversificação dos sistemas produtivos, criação de pequenos animais. (galinha, caprinos e ovinos), produção de artesanato feito com recursos naturais e produção de alimentos saudáveis para comercializar em feiras agroecológicas.

 


Realização: CaatingaCentro SabiáDiaconia
PetrobrasBrasil - Governo Federal
DoDesign-s Design & Marketing