Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-cisternas

1/04/2013

Produção além da seca: Grupo de Mulheres mostra que é possível ter produção mesmo na estiagem

publicado por

Grupo de Mulheres da Agrovila Nova Esperança fazem o processamento do umbu para produção de polpas         Foto: Elka Macedo

O/a sertanejo/a já soma três anos seguidos de seca. Chove pouco, mas como o umbuzeiro os/as agricultores/as sabem que armazenar é a estratégia certa para conviver com a estiagem. Seguindo essa premissa, o Grupo de Mulheres da Agrovila Nova Esperança em Ouricuri-PE, dá o exemplo e revela sua capacidade de produção mesmo neste período crítico.

Na pequena sede com dois cômodos, oito mulheres se reúnem para planejar a produção e processar os frutos que a natureza lhes oferta neste período. Com o freezer cheio, elas afirmam que a produção não é maior por falta de espaço para armazenar as polpas. Nos últimos meses o umbu e acerola são a matéria-prima da produção.

“Ainda é pouco o espaço de venda para nossos produtos, mesmo assim no ano passado tivemos pouca produção de polpas, mas se tivéssemos mais produtos tínhamos vendido tudo. Neste ano, se a gente tivesse mais espaço para armazenar tinha como fazer mais polpa”, explica uma das componentes do Grupo, Luciana Mendes sobre as dificuldades que elas enfrentam.

Além das polpas, as mulheres trabalham com a multimistura que segundo elas é muito vendável e é também o carro-chefe do Grupo que ainda produz geleias e doces. Para complementar a renda, elas preparam refeições para eventos na própria comunidade, como cursos e intercâmbios.

Metas

Para melhorar a autonomia do Grupo, as mulheres iniciaram um quintal produtivo e já plantaram algumas árvores frutíferas como acerola e manga. Ao lado da cisterna calçadão a ideia é fazer uma horta com verduras e legumes para consumo e venda.