Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-hortas

21/06/2013

Projeto Riachos do Velho Chico finaliza atividades com Seminário

publicado por

imagem

Impulsionado pelos depoimentos emocionados de jovens, agricultores/as e crianças, o projeto “Riachos do Velho Chico” teve suas atividades encerradas na tarde desta quinta-feira, 20, na comunidade do Riacho Queimada em Parnamirim. O Projeto realizado pelo Centro Sabiá e Caatinga com patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental, contou com ações junto às famílias agricultoras para recuperação da mata ciliar do Riacho Queimada.

Para tanto, ao longo dos dois anos de execução, o Projeto proporcionou o fortalecimento da educação ambiental nas escolas, e comunidades de Alvaçã, Rolo de Pau, Riacho Queimada I e II, Dourado e Arara; incentivou a coleta de sementes nativas, implantação de viveiros de mudas, preservação da caatinga, bem como a implantação de barragens subterrâneas de captação e armazenamento de água.

Na ocasião, a agricultora Socorro Neto agradeceu às escolas que abriram as porta para os jovens e ao Caatinga por trazer mais um projeto de Educação Ambiental e Agroecologia para as comunidades. “O Projeto trouxe muita coisa boa, principalmente conhecimento. É por causa dele que muitas pessoas estão aqui; tiveram o conhecimento sobre a preservação e agroecologia”. Ela só lamentou a questão da seca que não possibilitou o maior resultado dos reflorestamentos.

Outro destaque foi o estudante da Escola José Ramos Angelino do povoado do Matias, Ryan que chamou a responsabilidade para continuação das atividades do projeto, além do cuidado com o bioma caatinga e a importância do reflorestamento. O menino ainda foi enfático ao pedir mais participação dos agricultores/as.

O técnico do Caatinga, responsável pelo projeto, Ariagildo Vieira, falou a respeito da recuperação das matas ciliares dos rios e o prejuízo causado pelo desmatamento. Ressaltou ainda, a importância das ações para o agricultor e o meio ambiente e também parabenizou as famílias agricultoras. “A famílias foram resistentes e persistentes, e acreditaram que esse projeto daria certo”. O evento foi finalizado ao canto da música de Luíz Gonzaga “A morte do vaqueiro”.

Estiveram presentes no evento, além das famílias envolvidas e jovens multiplicadores, o Presidente da Câmara de Vereadores de Parnamirim, Geraldo Lustosa, o técnico do Caatinga, Iran Junior e a professora da Escola Uboases José Fernandes, Ueide Mônica de Lima.