Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-mudas

13/01/2012

Sindicatos do Araripe realizarão Ato por conta de atraso do Garantia Safra 2010-2011

publicado por

Quintal produtivo de Ireni, Sítio Santa Maria, Ouricuri (PE) - Foto: Elka Macedo

 

Já estamos em 2012, e os agricultores familiares que tiveram prejuízo com o plantio na safra 2010-2011, ainda não receberam a indenização do Programa Garantia Safra do Governo Federal. Criado, para amparar o pequeno agricultor da região semiárida brasileira, que sofre perda de safra por seca ou excesso de chuvas, o Programa deixou de atender os mais de 737 mil famílias cadastrados.

Em virtude disso, os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais dos municípios que compõem o Território Sertão do Araripe em Pernambuco, realizarão na próxima segunda-feira (16) em Ouricuri (PE), um ato público, de repúdio ao governo, pela falta de pagamento do Garantia Safra.

Este é um movimento que está acontecendo em boa parte dos municípios envolvidos no Garantia Safra e conta com o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG). Em Ouricuri, a mobilização pretende reunir uma média de duas mil pessoas de toda a região, que sairão em marcha pelas ruas da cidade.

A concentração acontece às 8h30 em frente ao IPA de Ouricuri e segue pela Avenida Antonio Pedro da Silva passando pelo IBGE, Prefeitura Municipal em direção à sede do Sindicato. Durante o percurso haverão paradas estratégicas para que os participantes possam se manifestar através de falas.

O evento conta ainda, com o apoio do Caatinga, Caatma, Chapada, Prefeitura Municipal de Ouricuri,  Associações de Agricultores/as familiares e Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS).

 

Definição do Governo

Nesta quarta-feira (11), o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) publicou no Diário Oficial da União portaria que libera o pagamento do Garantia Safra para agricultores familiares de 43 municípios baianos, seis municípios paraibanos, cinco pernambucanos e um mineiro. O recurso vai beneficiar apenas 36 mil camponeses, ou seja, cerca de 5% dos 737 mil agricultores/as cadastrados/as no Programa.