Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-mudas

Combate a pobreza

6/04/2017

Belo Horizonte receberá o IV ENA em 2018

publicado por

ANA

Articulação Nacional de Agroecologia (ANA),que é uma rede nacional composta por organizações, redes regionais e movimentos sociais de abrangência nacional e regional. Ancorada no princípio da “unidade na diversidade”, a ANA tem como objetivo construir convergências políticas e uma expressão pública unitária em torno a um projeto de transformação do mundo rural brasileiro fundado na defesa da agricultura familiar camponesa e dos povos e comunidades tradicionais em suas múltiplas expressões e identidades.

A ANA, tem realizado Encontro Nacionais de Agroeoclogia – ENAs, Como oportunidades para a realização de balanços e sínteses coletivas sobre os avanços e desafios do campo agroecológico brasileiro, os Encontros Nacionais de Agroecologia (ENAs) têm exercido papel determinante na afirmação política dos diversificados segmentos da sociedade identificados com a alternativa agroecológica que se constrói de forma descentralizada em todo Brasil.

giovanne

Hoje encerrou mais uma Plenária Nacional da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), na qual foi definida a cidade de Belo Horizonte, para receber o IV ENA, em 2018, a missão agora é convocar o processo de mobilização para construção do IV Encontro Nacional de Agroecologia. Aprendendo com as experiências de construção da Agroecologia nas cidades e no campo, para estreitar as relações e quebrar as barreiras na construção de uma sociedade mais justa e sustentável para todas as pessoas

 

 


22/03/2017

Manifesto: Água é Direito de Todas/os

publicado por

manifesto da ASA CORRIGIDO COM DATA


9/09/2016

Comitê Pela democracia lança campanha no Araripe

publicado por

Na manhã desta quinta feira, 08, foi lançado pelo Comitê do Araripe Em Defesa da Democracia , a Campanha: Querem seu Voto? #CobreCompromisso.

dsc_0036

O comitê territorial pela democracia é formado por diversas organizações, movimentos e pessoas que estão na luta pela garantia dos direitos conquistados. Sentindo a necessidade de propostas concretas de políticas públicas no debate eleitoral voltados para os temas da Convivência com o semiárido, produção agroecologica familiar, Direito das mulheres e jovens. O comitê lançou neste dia 08, a Campanha Querem seu voto? #CobreCompromisso.

dsc_0053

Uma campanha de comunicação que visa fomentar o debate e pautar essas questões, provocando eleitores/as a debater com  os/as candidatos/as os quais  tiverem contato independente de compromisso de voto propostas concretas e possíveis, para os temas abordados.

A Campanha: Querem seu voto? #CobreCompromisso, não se encerra com as eleições, pois acompanhar os legisladores e gestores públicos durante o mandato é fundamental para que as propostas sejam cumpridas e de forma democrática e participativa. Para o militante do MST Todinho essa Campanha é muito oportuna pois trata de temas e propostas de construção de uma sociedade mais justa. “Isso é um debate de construção política, com uma bandeira política que não é partidária, mas de desenvolvimento sustentável que beneficia a classe trabalhadora” Diz Todinho.

dsc_0052

O evento contou com a presença de organizações que compõem o Comitê da Democracia, pessoas que estão na dinâmica das atividades dessas organizações e movimentos, contou ainda com total adesão das pessoas presentes, as quais se comprometerão a fazer os debates em suas associações, movimentos, comunidades.

 


12/07/2016

O Araripe participa do Ato Semiárido Contra o Golpe

publicado por

Nós vamos resistir, vamos continuar lutando

 

O ato Semiárido contra o Golpe – Nenhum direito a menos,  reuniu no final da tarde e inicio da noite deste dia 11 de Julho nas cidades de Juazeiro/BA e Petrolina/PE,  pessoas de todos os estados do nordeste e Norte de Minas Gerais.

semiárido contra o golpe

Os povos do Semiárido afirmaram que não aceita Nenhum Direito a Menos e estão na luta em defesa da democracia. Do Sertão Araripe saiu uma caravana com aproximadamente 350 pessoas articuladas por partidos de esquerda, movimentos populares, Sindicatos, ONGs, movimentos de mulheres e jovens que compõem a Frente Brasil Popular no território.

O evento iniciou na orla de Juazeiro – BA com apresentações culturais, falas de pessoas de diversos movimentos, fala do ex presidente Lula e seguiu em caminhada para Petrolina, onde aconteceu o pronunciamento de várias lideranças que compõem a Frente Brasil Popular e encerrou com a fala de Lula. Estima-se que participaram do evento em torno 30.000 pessoas

Lula ao entrar no palco em Petrolina recebeu das mãos do Poeta Ouricuense Ramirio Nunes, a Bandeira do estado de Pernambuco e pôs em sua cabeça o chapéu de couro do poeta, durante o evento Lula segurou a bandeira do SINDSEP Ouricuri, em sinal de respeito e apoio ao sindicalismo e luta dos/as trabalhadores/as.

sindesep lula

foto lula com o chapéu

O coordenador da Articulação do Semiárido Brasileiro, (ASA), Naedson Quintela  destacou que o governo Lula ouviu a voz dos trabalhadores/as  “Lula o grande diferencial de seu governo foi à coragem de sentar com agricultores/as e construir políticas, que deram certo, por que foram feitas pelos/as agricultores/as: Os bancos de sementes, as cisternas, PNAE, PAA, não fomos nós técnicos que inventamos, seu governo  ouviu a voz da sociedade civil e esse governo interino tem interesse em silenciar essa voz, mas essa experiência esta dentro da gente e nós vamos resistir, vamos continuar lutando”

O ex presidente disse ao final de sua fala que sai de Petrolina revitalizado, com mais garra de continuar firme na luta e lembrou a importância que cada pessoa tem nos processos de transformação da sociedade, luta por justiça e conquista de direitos. Lembrou a importância dos Comitês da democracia, da Frente Brasil Popular ser permanentes e articulados, discutindo e propondo políticas publicas que venham ao encontro das necessidades de todos/as brasileiros/as.


8/07/2016

DO SERTÃO AO LITORAL, NÃO AO GOLPE.

publicado por

No dia de hoje 05 de julho o Araripe recebeu a Caravana popular em defesa da democracia, que teve inicio ontem na cidade de Petrolina, e percorrerá todo estado, passando por varias cidades, a caravana é uma das diversas ações realizada pela Frente Brasil Popular para denunciar o golpe e os retrocessos nas conquistas de direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.

SITE

A caravana reafirma o não reconhecimento do governo ilegítimo que sentou na cadeira da presidência sem o voto do povo e tenta sambar em cima dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, é por isso que as organizações que compõem a Frente Brasil Popular da região Araripiana vêm realizando diversas atividades para alertar sobre as possíveis perdas que a população do semiárido pode sofrer com um governo golpista eante popular.

O evento teve inicio com a concentração na Praça Frei Damião com repentistas e muita animação e em seguida as pessoas marcharam pelas ruas de Ouricuri, entoando palavras de ordem e cantando contra o golpe, durante todo trajeto representantes das organizações da Frente Brasil Popular repudiaram também a vinda de deputados golpistas para região e relembraram os nomes dos deputados pernambucanos que votaram a favor do Impeachment, Para Maria do Conselho do Desenvolvimento rural de Ouricuri os governos de Lula e Dilma foram conquistas do povo, e o povo não vai aceitar nenhum retrocesso nos direitos conquistados, às falas reforçam que deputados que vieram e que possivelmente virão a região não são e nem serão bem vindos ao território do Araripe, pois os mesmos foram traidores do povo e não respeitaram a soberania popular.

SITE 2

Durante a marcha esteve presente lideranças politicas, sindical, organizações, movimentos sociais do campo e da cidade, estudante, professores e camponeses, na fala do presidente estadual da CUT-PE Carlos Veras o mesmo ressalte que “a pericia técnica do senado provou que não há crime de responsabilidade se não um golpe” pode se dizer então que a equipe técnica só comprovou o que toda população sabia, quenão há impeachment e sim um golpe.

A marcha encerrou na praça do banco do Nordeste onde artistas da região se apresentaram cantando e declamando contra o golpe e pela democracia, o cantor Elmo Oliveira durante sua apresentação fala da necessidade de não nos calar e o quanto a musica pode ser ferramenta para denunciar o golpe, o mesmo diz que “ não poderia deixar de esta aqui nesse momento e fazer a musica em favor da democracia” sendo assim a musica se faz necessária na luta contra o golpe.

Do Sertão ao litoral o povo diz não ao golpe, fora Temer e nenhum direito a menos, no Araripe a caravana teve uma programação extensa entre marcha, palavras de ordem, musicas e poesias onde o povo presente pode mais uma vez expressar a importância da soberania do voto popular e assim garantir a democracia, por isso o compromisso de continuar denunciando o golpe e não aceitar deputados golpistas na região do Araripe a caravana popular em defesa da democracia encerrou por volta de meio dia e as falas expressavam a continuidade da luta contra o golpe e qual quer tentativa de retirada de direitos dos trabalhadores e trabalhadoras seja do campo ou da cidade.

A Caravana Popular em defesa da Democracia se encerrará na capital pernambucana berço de grandes lutas históricas, encerrara com grande ato onde na oportunidade estará presente o Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que junto aos pernambucanos dirá em auto e bom som, Não ao golpe, Fora Temer e nenhum direito a menos.

 


Próxima Página »