Email Caatinga via RSS Caatinga no Twitter Caatinga no Facebook

caatinga-ong-mudas

Publicações

27/11/2017

O desafio da igualdade no Brasil e na América Latina

publicado por

Neste dia 27/11 será lançada a publicação Faces da Desigualdade no Brasil – um olhar sobre os que ficam para trás, durante o Colóquio Internacional: O desafio da igualdade no Brasil e na América Latina.
Trata-se de estudo sobre o que ocorreu com os mais pobres no Brasil no período de 2002 – 2015 sob a perspectiva do acesso a direitos, serviços públicos e bens de consumo. Os resultados são impressionantes e vão surpreender!
Seguem os links:
http://flacso.org.br/
http://www.clacso.org.ar/seminario_agenda_igualdad/

Faces_da_desigualdade_no_brasil


14/09/2015

A Série Sertão que Dá Certo traz experiências sobre o Fogão Geoagroecológicos

publicado por

fogão

Acesse a CARTILHA completa


16/09/2014

Jornal Matutando chega a sua 2ª edição

publicado por

Sem título-1

Neste trimestre, o Caatinga lançou a 2ª edição do jornal “Matutando”, que traz na capa como os alimentos da agricultura familiar promovem a Segurança Alimentar e Nutricional; a partir da entrevista com o médico Celerino Carriconde.

Clique para ler o texto completo »


25/08/2014

Cartilha Série Como fazer: fogão geoagroecológico

publicado por

capa

Acesse aqui: cartilha Fogão Geoagroecológico


6/06/2014

Matutando: Um novo produto para aproximar o campo e a cidade

publicado por

Matutando

Neste mês, O Caatinga lança um novo produto: o jornal “Matutando”. Com uma proposta inovadora, formato e papel de jornal, o material traz uma diversidade de informações em forma de charge, entrevistas, boxes, receitas, poesias e jogos.  Com a chegada do Matutando, encerramos a produção do nosso boletim institucional “O Caatinga” que durante anos deu visibilidade às ações desenvolvidas pela instituição.

O Matutando tem o objetivo de aproximar as discussões e lutas da agricultura familiar agroecológica das pessoas que moram na zona urbana e na zona rural. Os assuntos trazem à tona ações do campo que repercutem diretamente no desenvolvimento da cidade, a exemplo, do impacto da produção do algodão agroecológico para a região. Além da renda agregada com a comercialização em pluma para empresas internacionais, fator que visibiliza o território para além das fronteiras nacionais.

Neste sentido, convidamos você a matutar junto com a gente sobre a nossa ação junto às famílias agricultoras e a nos ajudar a fazer deste jornal um veiculo de troca e de eficácia na promoção de uma vida digna no Semiárido.

Leia a nossa primeira edição na íntegra MATUTANDO


Próxima página »